Confirmado Show com Rosa de Saron no Despertai 2016

Por - Categoria -- > Notícias

Rosa de Saron1

Formada por Guilherme de Sá (voz), Eduardo Faro (guitarra), Rogério Feltrin (baixo) e Grevão (bateria), a banda Rosa de Saron surgiu em 1988 na cidade de Campinas/SP, dentro do movimento de Renovação Carismática da Igreja Católica.

Em pouco tempo o Rosa de Saron começava a compor suas próprias músicas e a participar de festivais, sempre garantindo as primeiras colocações, levando a banda a ser conhecida na cena musical de Campinas e, em seguida, a gravar seu primeiro álbum, “Diante da Cruz”.

Em 1999, a Banda grava o single “Olhando de Frente”. Em 2002, após a troca de vocalista, o Rosa de Saron lança “Depois do Inverno”, que consagra a banda. Em 2005, lança “Casa dos Espelhos”, eleito em 2006 como o 3° Melhor disco de Hard Rock Nacional.

Em 2010 e 2011 o Rosa de Saron foi indicado ao Latin Grammy Awards, um dos prêmios mais importantes da música no mundo, o que consolidou ainda mais o grupo dentro da cena musical brasileira. Também em 2011, à convite da CNBB, apresentou-se na Jornada Mundial da Juventude em Madri, Espanha, como representante oficial da juventude brasileira no evento.

Em 2013, o DVD Latitude Longitude, terceiro DVD ao vivo do grupo e 12º trabalho da carreira, saiu do papel e se tornou um projeto grandioso, gravado em abril no Chevrolet Hall, em Belo Horizonte, com lotação total da casa. O repertório é composto por músicas que fizeram parte da turnê O Agora e o Eterno

O lançamento do DVD Latitude Longitude aconteceu em 24 de julho de 2013, durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), no Rio de Janeiro. Na ocasião, a banda participou ativamente da programação, reforçando seu comprometimento com o público jovem e com o evento. O destaque foi a apresentação do vocalista, Guilherme de Sá, para o Papa Francisco durante a missa de encerramento da JMJ e a apresentação da Banda, no final do evento, para cerca de 3 milhões de pessoas, na praia de Copacabana.

Assessoria de Comunicação

Centro Vocacional Diocesano João Paulo II

DEIXE SEU COMENTÁRIO