Papo jovem com Seminarista Bruno

Por - Categoria -- > Papo Jovem

1_4

A caridade na perspectiva religiosa

      Segundo o catecismo da Igreja Católica Apostólica Romana, a caridade é a virtude teologal pela qual amamos a Deus sobre todas as coisas, por si mesmo, e a nosso próximo como a nós mesmos, por amor a Deus. Ou seja, partindo de nosso princípio, como cristãos, só podemos de fato entrar nas entranhas de Deus, se nos revestirmos da caridade por amor a Deus.

        Todo Homem, deve ter a caridade como um de seus fundamentos principais, praticando-a sempre com amor, sem buscar algum tipo de ostentação ou vanglória, nem recompensas no mundo terreno, mas sim uma recompensa espiritual onde somente Deus, com sua infinita misericórdia, e grande amor, pode nos dar ‘A vida Eterna ’.

        Apesar de humanos e pecadores, como bons cristãos e seguidores da palavra de Deus, temo-nos que nos prostrarmos diante da misericórdia de divina, e fazer que a vontade de Deus se cumpra.

        Baseando-nos nos caminhos de Jesus Cristo, o nosso maior exemplo de vida e santidade, não precisamos ir tão afundo para perceber o seu enorme amor, ou seja sua grande caridade por todos, sendo Ele mesmo, um fruto da caridade de Deus. Quando Deus se faz homem, mandando seu filho ao mundo, para nos mostrar onde reina o amor, que está no céu.

       ‘‘A caridade tem como frutos a alegria, a paz e a misericórdia’’. A alegria que pode se assemelhar ao nossa recompensa terrena, onde nos alegramos quando cometemos algum ato de misericórdia, a paz, talvez um estado de felicidade, onde se realiza a vontade de Deus em nossos atos, e por fim a misericórdia, onde Cristo Jesus se faz mais presente, nos levando ao ápice do amor de Deus.

      A Igreja Católica administra milhares instituições de caridade em todo o mundo, sendo ela mesma, a maior instituição de caridade do mundo, ajudando e auxiliando aquelas pessoas que mais precisam, onde não perecem somente de bens materiais, mas também do amor espiritual, sendo um dos mais belos atos de caridade, levar o amor de Deus ou seja a esperança as pessoa que já a perderam, como se preocupava Madre Teresa de Calcutá.

      Portanto, caridade é seguir a Cristo Jesus, não para o nosso bem, e sim para o bem do próximo, se assemelhando ao amor do coração de Jesus, onde sempre se manifestará a perfeição.

 “Mas acima de tudo, revesti-vos da caridade, que é o vinculo da perfeição. Cl 3,14­”

Bruno Assunção

Seminário São José 

Diocese de Uruaçu

DEIXE SEU COMENTÁRIO