São João Maria Batista Vianney

Por - Categoria -- > Santo do dia

João Maria Batista Vianney, era de origem pobre e humilde, foi o quarto filho de Mateus e Maria Vianney. No batismo recebeu o nome de João, ao qual acrescentou o de Maria por especial devoção à Maria Santíssima. Desde a infância, manifestava uma forte inclinação à oração e um grande amor ao recolhimento.

Desde pequeno queria ser padre a todo custo, mas esbarrou em dois obstáculos: pobreza e, sobretudo a escassa inteligência. Com vinte anos, ele ingressou no seminário Santo Irineu, em Lyon. Foi ordenado Subdiácono. No dia 13 de Agosto de 1815, ele foi ordenado padre, aos 29 anos de idade. A par da simplicidade mais natural e de uma autêntica humildade, irradiava dele algo superior à inteligência, uma forma mais elevada de ver as coisas, que se manifestava nos conselhos que dava no jeito de conversar com as pessoas, de lhes ouvir os problemas e de lhes sugerir soluções ou confortá-las. Ele viveu toda a sua vida dedicada a Deus. Ele repousava de 02 a 04 horas no máximo por noite. Quando acordava ia a Igreja, rezava diante do Sacrário e depois ia confessar seus paroquianos. Eram inúmeras as pessoas que vinham se confessar com ele. No confessionário viveu intensamente seu apostolado, todo entregue às almas, devorado pela missão, integralmente fiel à vocação.

Ele amava os pobres e ajudava sempre que tinha dinheiro e principalmente na parte espiritual. O seu coração está conservado até hoje em uma capela dentro de um relicário. Aos 73 anos de idade, 02 de Agosto de 1859, João Maria Batista Vianney recebe a Unção dos Enfermos. Às duas horas do dia 04 de Agosto de 1859, morre placidamente. São João Maria Vianney, rogai por nós!

DEIXE SEU COMENTÁRIO